quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Carnaval de Belo Horizonte

Carnaval de Belo Horizonte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Carnaval de Belo Horizonte teve seu início em 1897, alguns meses antes da oficialização da cidade.[1]

Índice

[esconder]

[editar] Desfile das escolas de samba

O evento é realizado tradicionalmente, desde 1959. Entre 1992 e 2003 não houve desfile. Retornou em 2004, se fortalecendo a cada ano. Em 2011 o desfile passou a ser realizado no Boulevard Arrudas, entre os viadutos Santa Tereza e Floresta, na Região Centro-Sul da capital.[2] Até então, o desfile era realizado na Via 240, no Bairro Aarão Reis, Região Norte da cidade.
Principais Agremiações de Belo Horizonte:
  • GRES Acadêmicos de Venda Nova
  • GRES Chame-chame
  • GRES Bem-te-vi
  • GRES Unidos Guaranis
  • GRES Cidade Jardim
  • GRES Canto da Alvorada
  • GRES Nova Era
  • GRES Inconfidência Mineira
  • GRES Imperatriz
  • GRES Galoucura
  • GRES Unidos do Onça
  • GRES Estrela do Vale
Principais Blocos do Grupo A de Belo horizonte 2012
  • Bloco por Acaso ( Campeão do Grupo A )
  • Bloco mulatos do samba ( Vice Campeão)
  • Bloco Inocentes de Sta Teresa (4º Lugar)
  • Bloco Bachareis do Samba (3º Lugar)
  • Bloco Infiltrados do Sta Teresa ( Rebaixado para o Grupo B em 2013)
  • Bloco Invasores do Sto Antonio (obs Não Desfilou sob Licença)
Grupo B
  • Bloco Aflitos do Anchieta (Campeão do Grupo B) sobe para o Grupo A 2013
  • Bloco Metralhas do IAPI (Banido por tempo indeterminado por não ter desfilado)
  • Bloco Corsários do Samba
Grupo de Avaliação
  • Bloco Caricato Estivadores do Havai (Desfila em 2013)
  • Bloco Apaixonados Pelo Samba ( Não passou pela avaliação)
  • Bloco Vila Estrela ( Não passou pela avaliação)

[editar] Eleição da Corte Real Momesca

Em uma das maiores festas do samba mineiro, onde a comissão julgadora escolhe o Rei Momo, a Rainha e a Princesa do Carnaval de Belo Horizonte.
Em 2011, Júlio Millan foi eleito pela quarta vez o Rei Momo do carnaval de Belo Horizonte. A rainha foi a personal trainer Graziele Lizania do Carmo. Érika Januza da Trindade recebeu o título de princesa.[3][4]
Em 2012, Rafael Eduardo, 22 anos e 67 kilos, foi o primeiro Rei Momo magro de Belo Horizonte. Ele se destacou pela simpatia e por sambar muito bem. A rainha foi a Dançarina Renata Black. Yaralis Teles recebeu o título de princesa.[5]

[editar] Bailes

No começo da década de 1980, o Clube Atlético Mineiro realizava no Ginásio do Mineirinho o Baile do Galo, que já teve participação da apresentadora Xuxa Meneghel.[6]

[editar] Bandas carnavalescas

A tradição das bandas carnavalescas em Belo Horizonte vem desde o primeiro carnaval, em 1897, quando homens vestidos de mulher desfilaram atrás de carroças fantasiadas, da Praça da Liberdade até a Avenida Afonso Pena.[1]
Em 2012, a marchinha "Na coxinha da madrasta", criada pelo compositor Flávio Henrique Alves, inspirado em polêmica envolvendo o vereador Léo Burguês, foi a vencedora do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas e virou o hit da Banda Mole.[7] A marchinha teve um grande sucesso e ganhou repercussão nacional.[8][9]

[editar] Blocos

  • Bloco do Pirulito
  • Santo Bando
  • Banda Mole
  • Banda Moda
  • Sagrada Folia
  • Concentra Mas Não Sai
  • Balaio de Gatos
  • Cachorro Cansado
  • As Virgens do Formigueiro Quente
  • Os Urubus do Arrudas
  • Farra, Forró & Folia

[editar] Seresta Carnavalesca

Realizada pelo SESC de Minas Gerais, em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e Belotur, na Praça Duque de Caxias, em Santa Teresa.

 Ligações externas

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário